Governo diz que não tem previsão para fazer repasse para o Varela Santiago - Seridó 360

Post Top Ad

test banner

sexta-feira, 28 de junho de 2019

Governo diz que não tem previsão para fazer repasse para o Varela Santiago


A Secretária de Estado de Saúde Pública (Sesap) realizou uma entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (27) buscando esclarecer o suposto atraso de uma parcela do pagamento do convênio assinado com o Hospital Infantil Varela Santiago. De acordo com o secretário Cipriano Maia, o convênio é do ano passado e foi tratado pela gestão anterior ao atual governo.

Segundo ele, houve o pagamento de apenas duas parcelas das quatro acordadas. Com isso, o convênio foi prorrogado durante um ano para que houvesse pagamento das duas parcelas que estavam em atraso, segundo declarou o Dr. Paulo Xavier Trindade, diretor do hospital.

Maia recebeu em fevereiro a direção do hospital já pleiteando o pagamento deste convênio. Na época foram apresentadas as  dificuldades financeiras do estado e que tudo iria ser organizado visando o pagamento. O secretário confirmou que em 26 de abril a 3° parcela foi paga, no valor de R$ 575 mil, e que a 4° e última depende do fluxo de caixa do planejamento para ser paga, mas não deu previsão de datas.

Além disso, o estado apoia além do convênio, um pagamento de vários serviços: exames de gaseometria, recolhimento do lixo hospitalar, serviço de exame de ionograma, fornecimento de gases medicinais – valor 519 mil; outro convenio com hospital de media/alta complexidade oferece serviços de quimioterapia,tomografia computadorizada e exames pré-confusionais , no valor de 186mil/mês, pago com regularidade, informou Cipriano.

Em reunião realizada no dia 22 de abril foi proposto por Cipriano Maia ao diretor do Varela Santiago um novo contrato, para que este venha a ampliar a oferta de serviços em conjunto com Natal, já que o governo do estado entra com um convênio complementar. Este novo contrato seria assinado de acordo com bases contratuais, que não mantivessem essa situação de pulverização do pagamento de serviço fora do contrato do convênio e que a gente pudesse reunir tudo em um novo.

Por Pedro Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner