Fábio Faria vota a favor da Reforma da Previdência - Seridó 360

Post Top Ad

test banner

terça-feira, 9 de julho de 2019

Fábio Faria vota a favor da Reforma da Previdência


A Câmara dos Deputados deve iniciar ainda hoje a votação do texto principal da Reforma da Previdência, para deixar os destaques para quarta (10). Por causa da necessidade de um patamar alto de votos, o deputado Rodrigo Maia (DEM/RJ), presidente da Casa, explicou que vai monitorar a quantidade de parlamentares ao longo do dia.

“Vamos trabalhar para isso [aprovar o texto-base nesta terça]. A gente sabe que não é uma votação simples. 308 votos é um número enorme de parlamentares, ainda tem algumas conversas sendo feitas, mas a nossa intenção é que a gente possa fazer um bom debate durante o dia e, a partir do fim do dia, início da noite, tentar começar a construir o processo de votação”, afirmou o presidente da Câmara, otimista de que é possível votar o segundo turno até sexta-feira (12).

Entre os parlamentares, a maioria entende que a aprovação da Reforma da Previdência é necessária para tirar o país da crise. O deputado federal Fábio Faria (PSD/RN), chamou a medida de remédio para o país voltar a crescer.

“Não é a matéria dos nossos sonhos, não é o tipo de proposta que gostaríamos de votar. Mas, infelizmente, pelas perdas que aconteceram nas últimas décadas, a Previdência está levando o Brasil à falência. E resta ao Congresso fazer uso desse remédio amargo, que desagrada a todos nós. Graças ao bom diálogo, estamos conseguindo preservar os beneficiários menos favorecidos. Estou pronto pra votar, com a convicção de que não temos escolha. Não podemos ignorar a realidade. Vamos colocar o Brasil de volta ao caminho do crescimento.”, explicou Fábio.

O presidente da Câmara endossa: “Esperamos que no momento seguinte, já no 2º semestre, a gente já possa ver redução de juros, porque redução de juros ativa a economia. Que a gente possa ver propostas para a retomada mais rápida da geração de emprego, que a gente possa ver propostas de aumento da competitividade e, principalmente, aumento da produtividade do setor privado brasileiro”, conclui Maia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner