Com radares desligados, acidentes graves crescem em estradas federais - Seridó 360

Post Top Ad

test banner

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Com radares desligados, acidentes graves crescem em estradas federais


Promessa do presidente Jair Bolsonaro , o desligamento de radares de fiscalização de velocidade , sob a justificativa de que há uma “indústria da multa” no país, foi cumprido à risca nas rodovias federais administradas diretamente pelo governo. Dados obtidos pelo jornal O Globo, por meio da Lei de Acesso à Informação, revelam que quase todos os equipamentos fixos em operação em janeiro nas vias foram desativados desde março.

Enquanto as estradas federais tiveram um “apagão” de radares, os acidentes graves — que registram mortos ou feridos — subiram nos sete primeiros meses do ano pela primeira vez desde 2011, quando o Brasil se comprometeu a adotar metas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU) para tornar o trânsito seguro. Especialistas ouvidos pelo jornal O Globo avaliam que a alta dos casos graves é motivo de alerta porque, em geral, estão relacionados ao excesso de velocidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner