Bastidores da Pan: Marco Antonio Villa suspenso e Moura Brasil demitido - Seridó 360

Post Top Ad

test banner

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Bastidores da Pan: Marco Antonio Villa suspenso e Moura Brasil demitido


Mais uma vez a Jovem Pan volta aos noticiários por decisões tomadas em seus bastidores. Segundo informações internas, Marco Antonio Villa foi suspenso da programação e corre o risco de uma nova demissão.

O que se sabe é que Villa ainda não foi comunicado de nada. Vale lembrar que, após rápida passagem por uma rádio do Grupo Band (ficou apenas quatro meses), o comentarista voltou a integrar a equipe do “Jornal da Manhã” no dia 6 de janeiro.

De acordo com as mesmas fontes, Felipe Moura Brasil, diretor de jornalismo, também teria sido demitido nesta quarta-feira. Consta ainda que críticas feitas ao governo de Jair Bolsonaro teriam provocado essas decisões.

Pessoas da emissora ouvidas por este espaço confirmam as informações. Mas Antônio Augusto Amaral de Carvalho Filho, Tutinha, consultado já há algum tempo pela coluna, não respondeu.

Na verdade, o ambiente na Pan já vinha tenso desde o último dia 7, conforme relatou o UOL. Na ocasião, os comentaristas Villa e Rodrigo Constantino tiveram uma discussão acalorada durante o “Jornal da Manhã”.

Na troca de acusações, Constantino disse que “até um papagaio repete datas”, ao criticar argumentos do colega, que retrucou dizendo que ali não “é o programa do Ratinho”.

Eles comentavam os planos de Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, de deportar brasileiros que entrarem de forma ilegal no país. Villa fez um longo comentário citando datas e fatos sobre nazismo e Segunda Guerra Mundial.

Em certo momento, Villa disse que iria terminar seu comentário por conta dos limites de tempo, e Constantino provocou: “Até por que se perdeu bastante no raciocínio, não tinha muito a ver com o que a gente estava debatendo em pauta”.

A partir daí, começou a discussão. “Memorizar datas não é fazer análise, até um papagaio repete datas”, disse Constantino. Villa perdeu a paciência: “Isso aqui não é o Programa do Ratinho. Eu me recuso a continuar. Me desculpem, eu esperava que a empresa tomasse uma atitude. Esse sujeito… Eu não vou continuar a dialogar com esse elemento, por que não é possível ter diálogo”.

Por UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner