Flávio Bolsonaro repassou R$ 500 mil a advogado investigado no caso Queiroz - Seridó 360

Post Top Ad

test banner

terça-feira, 19 de maio de 2020

Flávio Bolsonaro repassou R$ 500 mil a advogado investigado no caso Queiroz


A pedido do senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, o PSL contratou o escritório de advocacia de um ex-assessor que está envolvido no suposto vazamento de informações da operação Furna da Onça. De acordo com a Folha de S. Paulo, o escritório recebeu R$ 500 mil do fundo partidário.

A contratação teria ocorrido em 2019, com duração de 13 meses. Tanto Flávio quanto Bolsonaro se elegeram pelo PSL. De acordo com notas fiscais da prestação de contas repassadas à Justiça Eleitoral, o escritório Granado Advogados Associados, do qual o advogado Victor Granado Alves é sócio, foi contratado para prestar serviços jurídicos ao diretório do Rio, comandado por Flávio.

Os repasses mensais seriam de R$ 40 mil. O PSL informou que houve rescisão de contrato em janeiro deste ano, mas que uma das cláusulas determinava que os serviços seriam suspensos após 60 dias. O advogado Victor Granado Alves é investigado no suposto esquema de "rachadinha" no gabinete de Flávio quando ele era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Além disso, ele foi citado pelo empresário Paulo Marinho, que afirmou, em entrevista à Folha, que a Polícia Federal informou a Flávio sobre uma operação que ocorreria contra Fabrício Queiroz, ex-assessor acusado de recolher dinheiro de propina para o senador. Victor teria sido um dos assessores que receberam o delegado para tratar da operação.

Por Correio Brasiliense

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner